Vocabulário Português e Latino os considerava obscenos e ofensivos. Buscando forma de modificar tal fato, tentou-se nomes derivados do grego ou do latim, porém os luso-brasileiros relutavam em aceitar tais nomes preferindo os já citados. O padre queixava-se a seus pares de que somente a língua portuguesa, entre as neolatinas, acolhera "nomes tão imundos". Após longo e complexo percurso, por onde apareceram as propostas de: vagolume, fuzilete, noiteluz e bicholuzente, decidiu-se apenas trocar o "C" pelo "V" alegando tratar-se do verbo vagar e significaria andar sem rumo. Essa forma, vaga-lume, foi abonada por Machado de Assis em seu conhecido poema Círculo vicioso." />
O Que Dar de Presente?
 

Origem de Vaga-lume

 
 

Vaga-lume Sobre origem do nome desse conhecido inseto luminescente temos história pra contar, visto que foi palavra imposta arbitrariamente. De forma prática e simples o povo o batizou de caga-lume ou caga-fogo, talvez por observar que ele levava o lume (luz) na "traseira", porém o padre lexicógrafo Rafael Bluteau, dicionarista, autor do Vocabulário Português e Latino os considerava obscenos e ofensivos. Buscando forma de modificar tal fato, tentou-se nomes derivados do grego ou do latim, porém os luso-brasileiros relutavam em aceitar tais nomes preferindo os já citados. O padre queixava-se a seus pares de que somente a língua portuguesa, entre as neolatinas, acolhera "nomes tão imundos". Após longo e complexo percurso, por onde apareceram as propostas de: vagolume, fuzilete, noiteluz e bicholuzente, decidiu-se apenas trocar o "C" pelo "V" alegando tratar-se do verbo vagar e significaria andar sem rumo. Essa forma, vaga-lume, foi abonada por Machado de Assis em seu conhecido poema Círculo vicioso.




 

Buscar: